História natural de Mato Grosso é contada em livro

“Em nove capítulos, a obra reúne os conhecimentos sobre a biodiversidade, paleontologia, arqueologia, geologia e os museus do estado”

As rochas, fósseis e artefatos arqueológicos estão entre os elementos coletados por cientistas que ajudam a desvendar os mistérios escondidos em meio à natureza. Parte do conhecimento pré-histórico do estado de Mato Grosso (MT) está salvaguardado de forma fragmentada em vários museus na capital e em outras regiões do estado. Porém, em breve estes conteúdos museológicos e científicos estarão reunidos em uma única obra, o livro História Natural de Mato Grosso, que será lançado no dia 30 de novembro de 2022, às 19h no canal da Federação Brasileira de Geólogos (FEBRAGEO) no Youtube (https://www.youtube.com/c/FEBRAGEO). E no dia 15 de dezembro acontecerá o lançamento presencial no Museu de História Natural de Mato Grosso (MHNMT) a partir das 19h.

A obra apresenta uma síntese com informações desde as primeiras expedições científicas realizadas no estado até dados e pesquisas recentes desenvolvidas por cientistas de diversas instituições. O conteúdo foi organizado em nove capítulos, que abordam sobre o que é história natural, a geologia, as rochas e minerais, a paleontologia, a arqueologia, a biodiversidade, a geomorfologia, os solos e sobre os museus do estado.

Vitória Ramirez Zanquetta, curadora do MHNMT e autora do capítulo “História natural, museus e educação”, fala sobre o papel dos museus na preservação da história natural no estado. “As instituições museais são de suma importância, pois elas têm o papel de guardar, preservar, estudar e compartilhar conhecimentos. Por isso, é preciso garantir que os museus sejam amparados com recursos suficientes para se manterem funcionais, socialmente ativos e relevantes”, aponta.

O Professor da UFMT, Caiubi Kuhn, um dos organizadores do livro, explica sobre a relevância da obra. “Esse material está fantástico. Nós organizamos o conteúdo de forma didática, interessante e atrativa. E, portanto, irá auxiliar professores, estudantes e até mesmo quem tem curiosidade em conhecer mais sobre a história de tempos remotos”, aponta.

De acordo com a arqueóloga Suzana Hirooka, vice-presidente do Instituto Ecossistemas e Populações Tradicionais (ECOSS), que faz a gestão do MHNMT, esse livro traz mais visibilidade ao conhecimento salvaguardado no Museu. “Conhecer a história natural do estado é a chave para a mudança de comportamento e de atitude no sentido de respeitar a diversidade e os recursos naturais. Por meio dessa obra, nós pretendemos integrar os saberes que estavam espalhados em Mato Grosso e traduzir para uma linguagem menos técnica. Com isso, a gente consegue ampliar os públicos potenciais de defesa e preservação da história natural no estado”, avalia Hirooka, que é autora e uma das organizadoras do livro.

Segundo a presidente da Associação dos Profissionais de Geologia do Estado do Mato Grosso (AGEMAT) e vice-presidente da FEBRAGEO, Sheila Klener, esse livro irá contribuir para aproximar as pessoas dos conhecimentos científicos. “Essa é mais uma publicação realizada pelas entidades de geologia do estado que possibilita traduzir as informações existentes nas rochas para todos. Com o livro, as pessoas poderão ter um pouco dos museus dentro de sua casa”, afirma.

O livro foi organizado em uma parceria entre a Associação dos Profissionais de Geologia do Estado do Mato Grosso (AGEMAT), a Associação de Geólogos de Cuiabá (GEOCLUBE) e a Federação Brasileira de Geólogos (FEBRAGEO), com patrocínio master do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (CONFEA), do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA-MT) e da Mútua – Caixa de Assistência dos Profissionais do Crea. Com apoio do Museu de História Natural de Mato Grosso (MHNMT) e Museu de Minerais, Rochas e Fósseis da UFMT.

Faça já sua inscrição, participe do lançamento e concorra a livros:  https://forms.gle/iTkJUoih1EnMoLgP7

 

SERVIÇO

 

O QUE: Lançamento do livro “História Natural de Mato Grosso”

DATA: 30 de novembro de 2022

HORÁRIO: 19H

ONDE: Canal da FEBRAGEO no Youtube (https://youtu.be/XMAwnBxqpBk).

 

Fonte: Assessoria de Comunicação do Museu de História Natural de Mato Grosso

 

 

 


LinkedIn
Share
WhatsApp