Pelo menos 14 autos de infração a legislação, um registro de empresa e um cadastramento de curso técnico de nível médio em agronegócio no Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar /MT), além de deliberações da Comissão de Ensino e Atribuição Profissional (CEAP) foram apreciados / deliberados pelos conselheiros durante sessão plenária do Crea Mato Grosso realizada terça-feira, 13 de agosto, no plenário Eng. Civil Rubens Paes de Barros. Na ocasião, a Comissão de Renovação do Terço (CRT) homologou deliberações.

Na palavra livre, o diretor financeiro da Caixa de Assistência dos Profissionais do Crea (Mútua-MT), Mário Cavalcante Albuquerque apresentou balanço, a concessão de benefícios reembolsável e o quadro de associados. Na oportunidade, o diretor financeiro da Mútua-MT, comunicou que nos dias 23 e 24 de agosto será realizada reunião das Mútuas do Centro-Oeste para discutir os trabalhos da Caixa de Assistência dos Profissionais do Crea, no plenário do Crea-MT. No dia 23, o encontro será das 08h às 12h, e das 12h ás 14h, o no sábado (24/08), das 08h às 12h.

O coordenador da Câmara Especializada de Agronomia (CEAGRO), Clóvis Albuquerque, informou os conselheiros presentes sobre o 25°   Costelão do Engenheiro Agrônomo promovido pela Associação dos Engenheiros Agrônomos de Primavera do Leste (AEAPL) dia 25 de agosto no município de Primavera do Leste, o recurso arrecadado será revertido para entidades filantrópicas da cidade.

No mesmo dia, das 14h às 16h45, ocorreram as reuniões mensais das Câmaras Especializadas do Conselho: Engenharia Civil, Engenharia Florestal, Engenharia Elétrica, Agronomia e de Geologia, Minas e Industrial. As Câmaras Especializadas são órgãos deliberativos no que diz respeito a examinar e decidir sobre assuntos relacionados à fiscalização do exercício profissional e as infrações ao Código de Ética que chegam ao Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Mato Grosso (Crea-MT).

SESSÕES PLENÁRIAS – O Plenário é o órgão de segundo instância deliberativo do sistema Confea/Crea, constituído pelo presidente e por conselheiros regionais. Os conselheiros são representantes das associações de classe, instituições de ensino e sindicatos das categorias registradas no Conselho, tendo cada um deles seu respectivo suplente, ambos com mandato de três anos.

Compete ao Plenário do Crea-MT, entre outras atribuições, regulamentar questões de integração com o Estado e a sociedade, de habilitação e fiscalização profissional, de controle econômico-financeiro. Decidir em segunda instância sobre processos de infração à legislação e ao Código de Ética Profissional, entre outras competências fixadas pelo Regimento Interno.

Atualmente, o Crea-MT tem 42 conselheiros efetivos, com igual número de suplentes. As sessões plenárias ordinárias são realizadas mensalmente. É necessária a presença de 50% mais um, para que as reuniões sejam realizadas. O Pleno do Crea-MT tem ainda sua composição renovada em 1/3 anualmente.

Texto: Cristina Cavaleiro/Fotos: Igor Bastos /Equipe de Comunicação do Crea-MT