Diferente da edição anterior do programa de renegociação da Mútua, a Semana de Conciliação, que foi feita em um estado de cada vez, a edição 2021 acontecerá simultaneamente em todo o país.

De 5 a 25 deste mês, os associados que têm contratos em aberto de benefícios reembolsáveis com valores de até R$ 10 mil poderão renegociar seus débitos com facilidades especificas oferecidas somente durante o período da Semana de Conciliação. Serão aplicados descontos para pagamentos à vista ou proporcionalmente, conforme prazo de parcelamento escolhido.

Os contatos, negociações e formalizações dos acordos serão conduzidos pelas Regionais da Mútua e pela Gerência de Cobrança da Instituição. A área, inclusive, espera uma redução de algo em torno de 50% nos contratos inadimplentes com montante de até R$ 10 mil. Esses contratos representam cerca de 18% do total geral da inadimplência na Mútua.

Resultados positivos

A primeira Semana de Conciliação da Mútua ocorreu em 2016, no Distrito Federal. No ano seguinte, quase todas as Regionais promoveram o programa de renegociações. Como resultado, a Mútua conseguiu formalizar acordos referentes a 1009 contratos. Ainda em 2016, a inadimplência era de 31,28% e agora, em janeiro deste ano, o índice é de apenas 2,90%.

Importância de estar em dia com a Mútua

Ter o amparo necessário em momentos difíceis é algo inestimável, ainda mais em tempos de crise, como o que o país está passando com a pandemia.

Muitos profissionais da área tecnológica sofreram com os impactos dessa crise. Por isso, estar em dia com a Mútua é garantir que, caso seja necessário, o associado será assistido e terá uma instituição com a qual contar. Lembrando que os benefícios sociais e reembolsáveis somente são liberados mediante adimplência com a Caixa de Assistência.

Se você tem algum débito de benefícios reembolsável até o valor de R$ 10 mil, não perca esta oportunidade de renegociar e regularizar sua situação.

Entre em contato com a Mútua em seu estado e informe-se como participar.

 

Fonte: Gecom/Mútua