A programação da Mútua na 74ª SOEA prosseguiu em grande estilo na tarde desta quinta-feira (10). O público foi tomado pela emoção da premiação e exposição dos três trabalhos vencedores do Mútua Premia, em painel conduzido pelos diretores executivos da Caixa de Assistência Paulo Roberto de Queiroz Guimarães (presidente),  Jorge Roberto Silveira (Benefícios) e Marcelo de Oliveira Morais (Tecnologia). Em sua segunda edição, o prêmio promovido pela Caixa de Assistência objetiva reconhecer e divulgar projetos desenvolvidos pelos associados Mútua relacionados ao desenvolvimento de novos produtos, serviços e processos.

Os projetos concorreram nas categorias Inovação e tecnologia, Terra e Agronomia e Empreendedorismo e Sustentabilidade. Este ano, diferentemente da edição passada do prêmio, todos os associados Mútua estiveram aptos a concorrer, quer o projeto apresentado tenha sido desenvolvido com apoio de recursos oriundos de benefícios reembolsáveis da Mútua ou não. Paulo Guimarães salientou o carinho e a dedicação com que a Mútua e todos os envolvidos na premiação vem tratando o projeto, cientes da importância da iniciativa.

“Nosso país e nossa sociedade precisam de mais cidadãos com a garra, a perseverança e a pró-atividade que vemos nesses profissionais e estudantes que participaram dos prêmios. Trabalharemos para ampliar e melhorar sempre iniciativas como esta, pois temos a convicção de que é apostando nos jovens e na inovação que conseguiremos avançar e tirar o país da mesmice”.

 

Além de receberem a oportunidade de apresentar seus projetos para um público formado por estudantes, acadêmicos, profissionais e especialistas, os autores dos projetos vencedores foram agraciados com o custeio por parte da Mútua das despesas de passagem, hospedagem e inscrição para a 74ª SOEA e prêmios proporcionados pela Dynamus – parceira da Mútua no Clube Mútua de Vantagens – além, é claro, certificado de participação no evento e placa de reconhecimento.

 

“Nosso país e nossa sociedade precisam de mais cidadãos com a garra, a perseverança e a pró-atividade que vemos nesses profissionais e estudantes que participaram dos prêmios. Trabalharemos para ampliar e melhorar sempre iniciativas como esta, pois temos a convicção de que é apostando nos jovens e na inovação que conseguiremos avançar e tirar o país da mesmice”.

Além de receberem a oportunidade de apresentar seus projetos para um público formado por estudantes, acadêmicos, profissionais e especialistas, os autores dos projetos vencedores foram agraciados com o custeio por parte da Mútua das despesas de passagem, hospedagem e inscrição para a 74ª SOEA e prêmios proporcionados pela Dynamus – parceira da Mútua no Clube Mútua de Vantagens – além, é claro, certificado de participação no evento e placa de reconhecimento.

Vencedores e projetos

Na categoria Inovação o vencedor foi o eng. florestal Anísio Jose da Silva Junior, associado de Ananindeua (PA). O Mutualista utilizou o benefício Inovação para desenvolver um software para a automação de coleta de dados para gerenciamento e controle de produção florestal, o iSCF – inventware Sistema de Controles Florestais. O sistema agrupa diversos projetos compilando todas as funcionalidades necessárias em um sistema de gestão florestal, com o diferencial de ter linguagem compatível com os sistemas mais utilizados na atualidade e a possibilidade de atualização para adequação a novos sistemas vindouros.

“O benefício da Mútua possibilitou que fizesse o investimento na compra do banco de dados, que é o ‘coração’ do sistema. Sou muito grato a Caixa de assistência por além de possibilitar a concretização do meu projeto, proporcionar esse momento único de conhecimento e aprendizado que tem sido a minha participação na SOEA”.

Anísio recebeu o troféu das mãos da diretora geral da Regional paraense, Ana Maria Faria, e foi contemplado com uma bicicleta pelo Clube Mútua de Vantagens

Já a categoria Propriedade Intelectual foi representada pelo eng. civil Álvaro Augusto Fernandes Filho. Associado da Caixa SP, o profissional utilizou o benefício Propriedade Intelectual para expandir internacionalmente o registro da patente de seu produto, o Clapis – dispositivo para servir líquido gaseificado com válvula para introdução de CO2. Desenvolvido para proporcionar um melhor aproveitamento e uma melhor forma de servir e controlar o fluxo de bebidas carbonatadas – comumente conhecidas como gaseificadas, a exemplo dos refrigerantes, cervejas, espumantes, etc. – de forma a minimizar a perda de gás contido na bebida.

“Ser um dos vencedores do Mútua Premia, para mim, foi uma experiência ímpar, maravilhosa. Acredito que esse premio é uma iniciativa que pode trazer um desenvolvimento monstruoso para o país, já que a Mútua não só incentiva a inovação, como também proporciona os meios para que elas sejam colocadas em prática”, elogiou o profissional.

O prêmio de Alvaro foi entregue pelo diretor adm. da Mútua SP, Aldo Leopoldo Rosseto Junior, e pelo vice-presidente do Crea-SP, Edson Navarro. Álvaro recebeu, ainda, um iPhone 6S do Clube Mútua de Vantagens

Associada há apenas 3 anos, a eng. civil Juliana Moura de Souza, de Aracaju (SE), utilizou o benefício empreendedorismo para abrir seu próprio negócio e foi a ganhadora na categoria Empreendedorismo. Seu projeto, totalmente fora da sua área de formação – a abertura de uma empresa de Pet Shop e de consultórios veterinários – saiu do papel com apoio da Mútua. Após a construção de um sólido plano de negócio e de pesquisas de conhecimento do mercado, solicitando um valor de benefício baixo – apenas R$20 mil – a engenheira empreendeu e conseguiu diversificar sua atuação profissional com enorme sucesso, o que possibilitou, inclusive, que ela quitasse o benefício retirado junto à Mútua bem antes do prazo de reembolso solicitado.

Juliana recebeu o certificado das mãos do presidente do Crea de seu estado, Arício rezende, e foi presenteada pelo Clube Mútua de Vantagens com uma adega climatizada

“Ser premiada foi para mim uma surpresa total, já que um projeto foge totalmente da seara de minha formação. Mas mostra como a Mútua, independentemente da situação, apoia seus associados. A oportunidade de vir à SOEA foi excelente, pois, mesmo afastada acho importante me manter atualizada e integrada ao mundo da Engenharia”.

Fonte e fotos: Gecom/Mútua