O georreferenciamento ou georreferenciação é uma tecnologia utilizada atualmente por diversos órgãos públicos para dar mais precisão e credibilidade às suas fiscalizações. Através desta tecnologia é possível tornar as coordenadas conhecidas de um ponto específico em um dado sistema de referência, permitindo que ocorra uma geodecisão por parte dos consultores de um projeto ou da administração de uma empresa.

A partir deste mês de março, o Crea Mato Grosso também passa a adotar o georreferenciamento para identificar a exata posição geográfica de uma obra ou serviço em andamento e assim modernizar a estrutura de fiscalização nas áreas das Engenharia, Agronomia, Geologia, Geografia e Meteorologia.

Sem sombra de dúvida, o Sistema de Georreferenciamento ArcGis será um divisor de águas na atividade de fiscalização do Conselho. A partir dessa implantação será mais fácil coordenar a delegação de tarefas e traçar estratégias de trabalho.

Com o novo sistema, poderemos ainda ter condições de fornecer informações estratégicas para outros órgãos das esferas federal, estadual e municipal. Nossa intenção é que o Conselho possa abrir caminho para a implantação de uma grande rede de parcerias, com o intuito de possibilitar a troca de dados para o melhor funcionamento e prestação de serviços também de outros órgãos governamentais.

Esse “Sistema de Fiscalização Inteligente” irá dinamizar o trabalho com a elaboração de roteiros mais coerentes com base na localização geográfica dos empreendimentos a serem vistoriados que serão informados durante o preenchimento da Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) pelo profissional ou empresa.

O projeto marca ainda a busca por uma abordagem preventiva e transparente para a fiscalização do Crea-MT, pois o Sistema gera informações mais confiáveis, sempre atualizadas e também dados complementares sobre o entorno da obra ou serviço fiscalizado.

Portanto, já é obrigatório ao profissional ou empresa, quando estes acessarem o sistema do Crea-MT para emissão de uma ART, informar a localização de sua obra ou serviço prestado. Dessa forma teremos mais eficiência na atividade de fiscalização e transparência nas ações de tal trabalho que proporcionarão ainda mais segurança e credibilidade à população e aos profissionais da área tecnológica.

*Engenheiro Agrônomo João Pedro Valente

Presidente do Crea-MT