O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Mato Grosso (Crea-MT), fiscalizará de 22 à 26 de julho usinas hidrelétricas, de álcool, subestação, Pequena Central Hidrelétrica (PCH), além de construções civis, órgão públicos e receituários agronômicos de onze municípios do interior o Estado.

As ações têm por objetivo averiguar Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) e existência de profissionais habilitados em obras e serviços relacionados a Engenharia, Agronomia, Geografia, Meteorologia, Civil, Mecânica, Industrial, Geologia, Minas, e demais áreas registradas junto ao Crea-MT.

“ Essas ações visam garantir a segurança da sociedade, verificando se os trabalhos técnicos estão sendo prestados por profissionais devidamente habilitados junto ao Conselho. Por meio da fiscalização procuramos coibir que pessoas sem a devida atribuição técnica exerçam atividades profissionais colocando em risco a sociedade”, afirmou o gerente de Fiscalização do Crea-MT, Jakson Paulo da Conceição.

Ainda segundo Jakson, desde o ano passado, o Conselho utiliza o sistema de georreferenciamento para detectar a exata posição geográfica de uma obra ou serviço em andamento, o que facilita as ações. O sistema ArcGis dinamizou o serviço do agente fiscal, com a elaboração de roteiros mais coerentes com base na localização geográfica dos empreendimentos a serem vistoriados que são informados durante o preenchimento da Anotação de Responsabilidade Técnica (ART).

Os municípios que serão visitados na fiscalização de rotina serão: Jauru, Indiavaí, Figueiropólis, Primaverinha, Lucas do Rio Verde, Jaciara, Rondonópolis, Itiquira, Poxoréu, Paranatinga e Santo Antonio do Leste.

 

Texto Cristina Cavaleiro/Fotos: Igor Bastos/Equipe de Comunicação do Crea-MT