A modernização de procedimentos relativos a fiscalização, emissão de ART e de comunicação foram alguns dos assuntos discutidos durante reunião mensal de Diretoria do Crea Mato Grosso nesta terça-feira, 13 de março. Depois de tratarem sobre questões pontuais que precisam ser mudadas e reorganizadas no site institucional do Conselho, a exemplo da necessidade de novos filtros de busca para levantamento de dados dos profissionais, os diretores discutiram sobre a necessidade de finalizar o novo sistema de emissão de Anotação de Responsabilidade Técnica (ART).

“Atualmente dois sistemas para emissão de ART podem ser utilizados pelos profissionais. O primeiro, data de 2008 e apesar de possuir falhas está em funcionamento. Já o novo, está em desenvolvimento e apesar de não estar completo, quando finalizado será mais prático, intuitivo para preenchimento e mais completo quanto às informações do serviço que está sendo detalhado ao Crea-MT”, explicou o gerente de Tecnologia da Informação, Leonardo Silqueira.

O geoprocessamento aliado à fiscalização do Conselho e a necessidade de fortalecer e potencializar o trabalho dos inspetores que representam o Crea-MT no interior do Estado, foram alguns assuntos pautados pelo presidente do Regional, João Pedro Valente.

Os diretores também apresentaram ideias para a modernização dos processos da emissão de ART e da fiscalização de obras, serviços e do exercício profissional da área tecnológica. “É importante que o novo sistema de emissão de ART, seja completamente informatizado, permitindo que o seu acompanhamento seja feito através da internet, tanto pelo profissional quanto pela fiscalização do Crea, desburocratizando os procedimentos e diminuindo o tempo para a obtenção dos documentos. Inclusive, eu e mais alguns conselheiros, estamos fazendo um levantamento de problemas que surgem no preenchimento da ART e iremos passar ao setor de Tecnologia da Informação do Crea”, disse o vice-diretor financeiro, Marcelo Cesar Capellotto França.

O presidente João Valente destacou que o objetivo é de trabalhar para tornar a máquina do Conselho mais eficiente, possibilitando que os serviços possam ocorrer de forma ágil. “Temos vários desafios pela frente a exemplo do diário de obra que em breve será implantado em todo país. Mas a finalização desse novo sistema de emissão de ART; filtros mais inteligentes que forneçam números exatos do perfil dos profissionais; e, a fiscalização inteligente através de geoprocessamento, já contribuirão para o avanço da modernização dos serviços prestados pelo Crea à sociedade mato-grossense”, afirmou João Valente.

Participaram da reunião o primeiro vice-presidente Joaquim Paiva de Paula, o segundo vice-presidente, Victor Juliano Barroso, a diretora administrativa Rejane Mara Castiglioni, o vice-diretor administrativo Ronaldo Gonzalez, o diretor financeiro Edson Domingues de Miranda e o chefe de gabinete, Luis Henrique Daldegan.

*Equipe de Comunicação do Crea-MT