O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Mato Grosso (Crea-MT) recebeu na sessão plenária ordinária N° 765, realizado dia 09 de setembro, o coordenador da Câmara Especializada de Engenharia de Segurança do Trabalho nacional, conselheiro do Crea Piauí, Eng. de Segurança do Trabalho Andrei Costa. Para o presidente do Crea-MT, Juares Samaniego a participação do Engenheiro de Segurança do Trabalho Andrei no plenário junto a diretoria e os conselheiros vem ao encontro do Sistema do Regional Mato-grossense, por discutir demandas da Engenharia de Segurança do Trabalho e a importância dessa modalidade em tempos de pandemia.

Na oportunidade, o conselheiro do Piauí explicou que em 2017 foi fundado o movimento de Jovens Profissionais pelos Avanços do Sistema Confea/Crea. Através desse trabalho, foram surgindo várias propostas juntamente com a atual gestão do Crea Piauí. Inclusive uma delas aprovada na última reunião do Colégio de Presentes, que é a Anuidade progressiva para os jovens recém-formados.

Conselheiro do Crea Piauí, Eng. de Seg. do Trabalho Andrei Costa
Conselheiro do Crea Piauí, Eng. de Seg. do Trabalho Andrei Costa

“ A ideia da proposta, é que os jovens profissionais do Sistema Confea/Crea, começassem a pagar a Anuidade com apenas 10% e fosse reajustado até o quinto ano. Essa é uma proposta que almejamos vela-la aprovada em nível nacional. Com a pandemia, a Câmara de Engenharia de Segurança do Trabalho nacional tem levado para vários lugares a importância da Engenharia de Segurança do Trabalho e relevância do engenheiro dessa modalidade para a elaboração dos protocolos sanitários de combate da Covid-19, e da participação dos Comitês estaduais e municipais. Existe essa preocupação por vermos muitas discussões que não são propostas para o nível técnico. E dentro dos Conselhos temos os técnicos capacitados que receberam o preparado na universidade”, detalhou Andrei.

Ainda segundo o conselheiro, em agosto, dentro da Câmara Especializada de Engenharia de Segurança do Trabalho nacional, foi aprovada a proposta para que o Confea direcione todos os Creas parecer jurídico que vai dá suporte aos Regionais, no sentido de que os Creas devem fiscalizar como leigos profissionais de outros conselhos que estejam executando atribuições da Engenharia.
Na coordenadoria de Segurança do Trabalho nacional foram aprovados três Grupos de Trabalhos (GTs), que são considerados impactantes em todas as modalidades de Engenharias. O primeiro é o GT de combate a Covid-19, que são os protocolos sanitários. O outro GT, propõe 100% EAD- Educação à Distância, que faz parte de agenda parlamentar, inclusive com o vice- líder do governo, senador, Engenheiro Agrônomo Elmano Férrer, deputados e bancadas.

Coord. adjunto da CER-MT, eng. agrônomo Roberto Knoll

Durante a reunião plenária foram julgados 48 processos de auto de Infração, dois de registro de pessoa jurídica, três registros de pessoa física e uma denúncia ética.
Nos assuntos diversos, o coordenador adjunto da Comissão Eleitoral Regional (CER-MT), engenheiro agrônomo Roberto Knoll, divulgou o extrato das decisões da CER-MT, acerca dos registros de candidatura deferidos ou indeferidos para o cargo de Conselheiro Federal representante da modalidade industrial no estado de Mato Grosso, abrindo-se o prazo de 5 (cinco) dias para interposição de recursos pelo interessado até 20/09/2021, conforme calendário eleitoral.

diretor –financeiro da Mútua-MT , Eng. Civil Silvano Pohl Moreira de Castilho Junior

Na palavra livre, o diretor –financeiro da Caixa de Assistência dos Profissionais do Crea (Mútua), Eng. Civil Silvano Pohl Moreira de Castilho Junior, apresentou sobre os benefícios da Mútua aos conselheiros presentes. Qualidade de vida, benefícios reembolsáveis, sociais, plano de saúde, previdência complementar e convênios. O Ajuda Mútua: concedido por meio de até cinco salários mínimos mensais. Contatos para comercialização de planos Tecnoprev, seguros, planos de saúde e disponibilização do clube de vantagens aos associados da entidade.

Equipa Bem:

Modalidades: aquisição de veículos, custeio de despesas de interesse profissional, aquisição de equipamentos, aparelhos eletrônicos, hardware e software, equipamentos, animais e implementos agropecuários, construção, reforma e ampliação de imóveis, equipamentos utilizados em instalações de energias renováveis ou ecologicamente e corretas.
Férias mais: financiamento de até 40 salário mínimos, com prazo de reembolso de até 30 meses , incluindo carência de até 06 meses.
Benefícios sociais: Ajuda por meio de auxílio financeiro mensal ao associado carente de recursos, em evidente necessidade de sobrevivência. Pecúlio: Garante o pagamento de indenização ao(s) beneficiário(s), em caso de falecimento do associado. Auxilio funeral: Garante o pagamento de indenização de auxílio funeral àquele que custear os respectivos encargos.

Texto: Cristina Cavaleiro / Fotos: Rennan Kawahara/ Igor Bastos/Gerência de Relações Públicas, Marketing e Parlamentar (GEMAR)