MT apoia palestra: “Construções em Alvenaria Estrutural e Fachada Pré-moldada”

24 de junho de 2022, às 16h18 - Tempo de leitura aproximado: 4 minutos

Com a ampla participação de profissionais e estudantes da Engenharia Civil e empresários ligados ao ramo, a palestra: “Construções em Alvenaria Estrutural e Fachada Pré-moldada” foi   apoiada pelo Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Mato Grosso (Crea-MT), Caixa de Assistência dos Profissionais do Crea-MT (Mútua-MT) e   realizada nos dias 20 e 22 de junho pela Associação Brasileira de Engenheiros Civis Departamento Mato Grosso (Abenc-MT).

Ministrada pelo eng. civil Adeir Pinto da Silva, a palestra teve como foco o sistema construtivo Alvenaria Estrutural. “A alvenaria estrutural suporta o peso da edificação e cargas, podendo ser não armada e armada. A vedação dessa natureza não tem função estrutural, sendo dimensionada apenas para suportar seu próprio peso. A alvenaria estrutural é recomendada especialmente para edificações com paredes limitando vão médios em torno de 4,5 m ou um pouco mais em vão repetitivos”, detalhou o engenheiro.

Ao explanar o assunto, o palestrante colocou como exemplo bastante comum o uso da Alvenaria Estrutural em casas, sobrados, edifícios residenciais, comerciais, motéis, hotéis, hospitais, escolas, muros de arrimo, piscinas, reservatórios. Para grandes vãos, o uso requer uma análise mais especifica, pois engloba alternância de cargas  e balanços. Em todos os casos sempre é recomendado a contratação de profissional especializado. Entre inúmeras vantagens do sistema estão: eliminação de formas (a madeira é cara e tem condicionantes ecológicos); economia no volume de concreto, economia no aço e muita racionalização e simplicidade na execução da obra. O projeto permite uma modulação dos blocos. Otimizando as medidas das paredes e trazendo velocidade de execução e diminuição do desperdício de material.

O engenheiro civil abordou ainda diversos assuntos ligados ao tema, entre eles o porquê  de utilizar os projetos de alvenaria, bloco de vedação cerâmico, projeto estrutural em Alvenaria Estrutural, como conhecer o produto adequado, controle de qualidade, ensaios físicos normatizados, e outros.

Ele também apontou estudo comparativo de custo entre Sistema Convencional e Alvenaria Estrutural, mostrando que o sistema em Alvenaria Estrutural pode trazer até cerca de 35% de economia no custo final da obra, mas isso se for bem gerido por profissionais especializados que saibam tirar proveito das vantagens competitivas que o sistema oferece. Se for mal  gerido, estas vantagens podem não aparecer, e o custo fica  até mesmo similar ao sistema convencional.

O encontro foi de grande importância para quem é do ramo da Engenharia Civil, exemplo disso é o empresário da Construção Civil Afonso Aparecido Gabriel. Cursos como esse são ferramentas para agregar conhecimento, propondo aperfeiçoamento na atividade.

“Considero como um método construtivo, questão de grande valia, tanto para o meio ecológico e o que o setor de madeiras e resíduos sólidos estão vivendo, quanto para conhecimento. É um método construtivo que pouca gente conhece, apesar de se tratar de um método antigo de construção, e, por falta de conhecimento na maioria das vezes, as pessoas recusam, é onde é pouco aceito ainda”, disse o empresário.

Para a eng. civil Thamara dos Santos Cruz, o profissional da modalidade tem que buscar conhecimento continuo na área para enriquecer o portfólio, dessa forma oferecerá um currículo de qualidade ao mercado. “Devemos acompanhar a evolução da tecnologia das construções, desde o título até o acento dele, tudo vai evoluindo e otimizando os trabalhos de quem projeta e executa.

A presidente da Associação Brasileira de Engenheiros Civis Departamento Mato Grosso (Abenc-MT), eng. civil Rejane Mara Castiglioni destacou o orgulho da entidade estar promovendo uma palestra dessa magnitude, e na oportunidade aproveitou para apresentar a Abenc-MT suas atribuições aos acadêmicos.

“A Abenc é uma associação civil, sem fins lucrativos, que tem por objetivo o aperfeiçoamento técnico-científico e o desenvolvimento cultural dos Engenheiros Civis e de Transportes em todo o território mato-grossense. E a palestra: “Construções em Alvenaria Estrutural e Fachada Pré-moldada” vem ao encontro dos nossos associados. Nós lutamos em prol dos nossos profissionais e estamos sempre de prontidão na defesa dos direitos da nossa classe”, disse Rejane.

Já para o coordenador da Câmara Especializada de Engenharia Civil, Agrimensura e Segurança do Trabalho (CECAS) e membro da Abenc-MT, eng. civil Darci Lovato, esse é mais um encontro de capacitação entre outros que a entidade de classe promove. “É importante para aprimorar os conhecimentos e trazer novas experiências. O palestrante tem muita experiência e prática e transmitiu conteúdos inovadores para os profissionais e futuros engenheiros presentes”, disse Darci. O encontro também contou a participação da conselheira, eng. civil Aledir Magalhães e outros membros da Abenc-MT.

Texto e fotos: Cristina Cavaleiro / Gerência de Relações Públicas, Marketing e Parlamentar (GEMAR)