Rio de Janeiro, 13.08.2007 Marcelo Madureira é destaque de amanhã na SOEAA O comediante é também engenheiro e fará palestra hoje no Grand Ballroom, com parte da programação do 2º Fórum Jovem. O bom humor está garantido na programação da SOEAA amanhã, 14 de agosto. Às 10h30, o humorista Marcelo Madureira, do Casseta&Planeta, que também é engenheiro de produção formado pela Escola de Engenharia da UFRJ, abordará o tema "Pensar o passado, fazer o presente, construir o futuro", no Grand Ballroom, no segundo dia do 2º Fórum Jovem. Hoje, 13 de agosto, o Fórum reuniu cerca de 200 estudantes e jovens profissionais em torno dos temas "exame de proficiência" e "mobilidade profissional". Quanto ao exame, o eng. agrônomo Paulo Roberto da Silva, do Ministério da Educação (MEC), defendeu que, num primeiro momento, a prova se atenha a questões relativas ao exercício profissional, como código de ética e leis que regulamentam a profissão. "No contexto da reforma no ensino, o exame reduziria os processos por acobertamento e exercício ilegal da profissão", afirmou Roberto. O estudante Júlio Cedro, do 4º semestre de engenharia de produção, defende o exame de proficiência como uma forma de barrar o ingresso de profissionais incapacitados no mercado. "A gente se preocupa com o futuro da engenharia", enfatizou Cedro. Já o estudante André Chacon, do Crea Jr do RN, vê o exame com ressalvas. "Particularmente não concordo. É complicado avaliar uma formação tão ampla como a engenharia. Mas, dependendo de como for feito o exame, pode ser uma forma de defender os profissionais", afirmou Chacon. Quanto à mobilidade profissional, o presidente eleito da Federação Mundial de Associações de Engenharia, o australiano Barry Grear disse que, diante do interesse crescente de profissionais em trabalhar fora do seu país de origem, a regulamentação dessa situação é imprescindível. "Só na Austrália, há cerca de 40 acordos internacionais sobre o assunto. Com a internet e softwares usados em todo o mundo, é possível, inclusive, que um projeto seja concebido num país e executado em outro", ressaltou Grear. O coordenador Nacional do Fórum, Marcel Ribeiro, ressaltou a importância dos debates para que os novos profissionais possam inserir-se no Sistema. "Espero que possamos levar para nossas bases informações sobre cada um desses temas", disse, na abertura do Fórum. Fonte:SOEAA