O ano de 2020, devido a pandemia, trouxe com ele muitos desafios para o mundo e para educação. Neste cenário os projetos de extensão “Educação, Geociências e Mineração” e o “Geoparque de Chapada dos Guimarães” realizaram uma rápida mudança no seu formato e no cronograma de atividades. Mudanças visando promover ações de qualificação, educação e divulgação científica, por meio de ferramentas de ensino remoto para realizar palestras, cursos, concursos entre outras atividades que impactaram milhares de pessoas no decorrer do ano.  

               Em parceria com o Museu de História Natural de Mato Grosso “Casa Dom Aquino” e com o Instituto Ecossistemas e Populações Tradicionais e com a Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer de Mato Grosso, Museu de História Natural de Mato Grosso, foi organizado o curso “Educação para o patrimônio cultural em espaços educativos no estado de Mato Grosso”. O curso abordou sobre diversas formas de patrimônio material e imaterial, cultural, arqueológico, paleontológico e geológico do estado. Dividido em 5 módulos, o curso teve carga horária de 50 horas e dos quase 3 mil inscritos, 1307 concluíram todas as atividades.  

               Por meio de uma construção conjunta com Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso (IFMT), foi realizado em formato 100% on-line a Semana de Turismo 2020 e o II Workshop do Geoparque de Chapada dos Guimarães. O evento recebeu 1198 inscrições na programação aberta e 852 inscritos nos minicursos, além de também ter sido um grande sucesso os concursos de fotografia, artes e desenho que fizeram parte da programação e receberam ao todo mais de 5 mil votos. O sucesso da atividade foi resultado do envolvimento da comunidade, empresários, professores, estudantes, palestrantes renomados do Brasil e do Mundo e de uma estratégia de divulgação que conseguiu alcançar desde comunidades rurais até centros de pesquisa de outras partes do país. 

               Outra ação muito importante foi a realização do Curso de Paleontologia de Chapada dos Guimarães, por meio de uma parceria com a prefeitura e com o Projeto Chapada, que desenvolve pesquisas paleontológicas na região. O curso teve duração de 20 horas e foi direcionado para professores do município. Contou com 176 participantes e apresentou diversos conceitos relacionado com a história geológica, evolução da vida, paleoarte e métodos de pesquisa e de educação em paleontologia.  

               Além disso, diversas outras palestras foram realizadas pelos canais do Youtube dos projetos e desenvolvida uma estratégia de divulgação nas redes sociais dos projetos. No projeto Geoparque foram realizadas 217 postagens no Instagram e Facebook. Nosso canal no YouTube foi criado em 28/05/2020, conta com 1.165 inscritos, 24.107 visualizações e 381 horas de exibição; até 25/11/2020, resultado do envolvimento do público com as palestras realizadas em formato on-line.  

Os dados das ações demonstram que mesmo em meio a pandemia foi possível realizar um conjunto de atividades de extensão, que envolveram pessoas de diversas partes do estado, do país e do mundo. Milhares de pessoas tiveram acesso a informações sobre a geologia, a geodiversidade, a paleontologia, a mineração no Estado entre outros temas de interesse do público.  

Mais informações entrar em contato com a Profª. Dra. Flávia Siqueira – (65) 98123-7819

 

Fonte: Prof. Caiubi Emanuel Souza Kuhn