Presidente do Crea Mato Grosso, João Pedro Valente e o superintendente Executivo Administrativo do Crea-MT, Atila Kleber Silveira.

O presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Mato Grosso (Crea-MT), João Pedro Valente e o superintendente Executivo Administrativo do Crea Mato Grosso, Atila Kleber Silveira prestigiaram, quinta-feira, 18 de julho, em sessão solene do Tribunal Pleno do Poder Judiciário do Estado da entrega da Medalha do Mérito Judiciário Desembargador José de Mesquita pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso, ao presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministro Dias Toffoli.

A outorga da medalha   foi feita pelo presidente do TJMT, desembargador Carlos Alberto Alves. A honraria foi batizada com o nome do desembargador que presidiu o TJMT entre 1930 e 1940 e que se graduou na Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, turma de 1913, onde também o ministro concluiu sua graduação, em 1990.

“Trazer no peito uma medalha que traz em seu nome a honrosa presença de um confrade do Largo de São Francisco, como nós chamamos a Faculdade de Direito da USP, é um carinho a mais além de toda essa calorosa recepção que tenho nessa sessão solene. Sempre nos lembramos da época de estudante, nos lembramos de grandes momentos que todos nós passamos na vida, grandes momentos que vivemos. Lá, realmente, é um local onde nós aprendemos o republicanismo, a defesa dos direitos e garantias individuais e os valores maiores da sociedade brasileira”, disse o ministro.

Já o presidente do TJMT, desembargador Carlos Alberto Alves da Rocha, salientou que “tendo frequentado os mesmos bancos acadêmicos, o mesmo Largo de São Francisco, são, portanto, filhos das arcadas. Nesta condição, comungam daquele mesmo espírito fervilhante republicano e amor àquilo que fazem”, enfatizou.

Presidente do Supremo Tribunal Federal e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministro Dias Toffoli.

“Há predicados que, aliados à competência e ao saber jurídico, fazem dos bons profissionais obras comprometidas com a coletividade, com o compromisso de fazer o bem e esse é o caso do nosso homenageado. Pelo Conselho Nacional de Justiça, trabalha intensamente para solucionar vários problemas que afligem o Poder Judiciário e a sociedade. Empreendeu uma nova e moderna sistemática de trabalho, construindo pontes entre os tribunais, estimulando o diálogo e incentivando a troca de experiências exitosas”, afirmou o presidente do TJMT.

O presidente do STF abordou vários assuntos na cerimônia, dentre eles a relação harmoniosa entre os poderes no Estado de Mato Grosso. “Sei que aqui no Estado de Mato Grosso a relação entre os poderes é a mais positiva e melhor possível. Quem ganha com isso é o jurisdicionado, no caso do Judiciário, é o cidadão, o povo mato-grossense. É sempre bom nessas horas lembrar que os poderes são três: Executivo, Legislativo e Judiciário, que representam o Estado nas três funções básicas de divisão dos poderes que, ao fim e ao cabo, é um só”, pontuou o ministro.

A vinda do ministro a Mato Grosso tem por objetivo o diálogo institucional, no sentido de debater as particularidades do Poder Judiciário mato-grossense diante da perspectiva, da visão e do envolvimento com as diretrizes e as metas do Conselho Nacional de Justiça. Nessa sexta-feira (19 de julho), o TJMT sediará um encontro com todos os presidentes dos tribunais de justiça do país e o presidente da Suprema Corte.

Também estiveram presentes na solenidade os desembargadores do TJMT, magistrados, servidores, parlamentares e secretários de Estado.

Texto: Cristina Cavaleiro/Fotos: Igor Bastos/Equipe de Comunicação do Crea-MT com informações da Assessoria de imprensa do TJ-MT