presidente da Associação Nacional de Engenharia de Segurança do Trabalho( ANEST), Benvenuto Gonçalves Júnior

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Mato Grosso (Crea-MT), entrevistou no mês de outubro  o presidente da Associação Nacional de Engenharia de Segurança do Trabalho( ANEST), Benvenuto Gonçalves Júnior, que  falou sobre o 22º  Congresso Nacional de Engenharia de Segurança do Trabalho (Conest),  que conta com a parceria  da Associação   Mato-Grossense de Engenharia de Segurança do Trabalho (Amaest) e o apoio do Crea Mato Grosso, Confea e Mútua.  Com o tema: “Inovação Tecnológica e o Futuro da Engenharia de Segurança do Trabalho”, evento que será realizado de 02 a 04 de dezembro, em Cuiabá.

 GEMAR- Qual o objetivo do 22º congresso nacional de Engenharia de Segurança ?

Benvenuto- A ANEST realiza os denominados CONEST, reunindo as principais lideranças de Engenharia de Segurança do Trabalho, no país, integradas pelo Sistema Confea/Crea/Mútua. Esse ano faremos o Congresso com o apoio da nossa regional AMAEST – Associação Mato-grossense de Engenharia de Segurança do Trabalho, visando dar a oportunidade para os profissionais que atuam nessa área para atualização técnica, científica e legislativa, contato com experiências bem sucedidas em Segurança e Saúde no Trabalho, além de integração dos profissionais prevencionistas do Brasil.

Será uma grande oportunidade para a atualização e troca de experiências entre os profissionais de todo o país e renomados palestrantes nacionais e internacionais convidados.

 GEMAR- Qual a  Importância e relevância do evento para Cuiabá ?

Benvenuto – A realização desse evento, que alcançou ampla magnitude no território nacional e fora dele, levará à Cuiabá o que há de mais recente nas discussões nacionais e internacionais em Segurança e Saúde no Trabalho, passando pela pandemia do novo coronavírus até o novo Gerenciamento de Riscos Brasileiro – GRO, entre outros temas de importante relevância.

A realização do 22º CONEST também vem a consolidar e coroar a trajetória da AMAEST na área de Segurança do Trabalho do Estado do Mato-Grosso, a qual completou 25 anos de sua existência no ano de 2019.

GEMAR- Quem pode participar ?

Benvenuto -O público alvo do CONEST é bastante diversificado, formado principalmente de profissionais envolvidos direta ou indiretamente com a segurança e a saúde do trabalhador, contemplando: Engenheiros e Técnicos de Segurança do Trabalho, Enfermeiros e Técnicos de Enfermagem do Trabalho, Médicos do Trabalho, Advogados, Magistrados, Empresários, Profissionais de RH e estudantes.

GEMAR- Qual contribuição do evento para os profissionais e para a Engenharia de Segurança do estado ?

Benvenuto -O CONEST está em sua 22ª edição e vem crescendo a cada ano. Além de um momento de clara troca de conhecimento, a realização do evento colabora para a integração dos profissionais de segurança e saúde no trabalho de todo o país, além de criar uma mentalidade de prevenção na cultura brasileira.

GEMAR- Considerando a pandemia da COVID 19, qual o papel da associação nacional na prevenção?

Benvenuto – A COVID-  19 foi e é um dos maiores desafios atuais para todos os governos  estabelecidos no mundo, neste século, também para o Brasil, pois essa doença ainda não está totalmente conhecida, está sendo estudada pelos cientistas, no mundo inteiro. A ANEST, em parceria com a Associação dos Engenheiros de Segurança do Estado de Pernambuco – AESPE, elaborou as “Recomendações de Engenharia de Segurança do Trabalho contra o Novo Coronavírus”, logo no início da pandemia da COVID-19. Essas recomendações forma um ebook que pode ser acessado pelo site de ambas as entidades e contém orientações para a proteção dos trabalhadores no ambiente de trabalho. Além dessa iniciativa, a ANEST e suas afiliadas têm realizado diversos eventos técnicos pela internet, nos quais são tratados aspectos relacionados à proteção contra o novo Coronavírus, questões jurídicas e outros temas relacionados à COVID-19 e o mundo do trabalho.

Passado o momento mais crítico da pandemia, o 22º CONEST será realizado em formato presencial, e contará com protocolos de segurança específicos para esse tipo de evento, elaborados pela ANEST e a AESPE, tornando sua realização segura para todos os envolvidos.

 

GEMAR- Quais os desafios para realizar o congresso dessa magnitude (o evento é internacional) no momento atual?

 

Benvenuto -O primeiro desafio para a realização do 22º CONEST foi a manutenção de seu formato presencial. Considerando que são necessários meses para sua programação, tal decisão envolvia uma diversidade de fatores, sendo a segurança e saúde dos participantes a prioridade, o que requereu uma flexibilização na data de realização, passando do costumeiro mês de novembro para dezembro de 2020.

A adesão dos profissionais e palestrantes foi o segundo aspecto a ser trabalhado junto à coordenação nacional e regional. O evento está em plena divulgação, mas as adaptações realizadas têm chamado a atenção dos profissionais e estudantes, inclusive pela possibilidade de apresentação dos trabalhos científicos sob a forma de banner, sem a obrigatoriedade de presença no local.

Cristina Cavaleiro/Gerência de Relações Públicas, Marketing e Parlamentar(GEMAR)

 


]