Conselheiro do Crea-MT, Benildo Valério, presidente da OAB-MT, Leonardo Campos e o diretor executivo da Águas Cuiabá, William Figueiredo

O conselheiro do Regional Mato-grossense, Eng. sanitarista Benildo Valério de Farias representou no dia 07 de fevereiro, o presidente do Crea-MT, João Pedro Valente em visita técnica ao Abastecimento de Água Sul na Águas Cuiabá, concessionária de esgoto do município.

De acordo com o conselheiro do Crea-MT, na ocasião foi apresentado uma prestação de contas sobre as obras, melhorias e investimentos realizados nos últimos dois anos e meio e a apresentação do plano de expansão da cobertura dos serviços para os próximos anos.

“Durante a programação, as lideranças integradas pelo Crea-MT, indústria, comércio, agronegócio, OAB-MT assistiram na sede da concessionária, apresentação sobre as ações realizadas em prol da melhoria das estruturas e serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário doméstico. O conselho estando presente mostra a preocupação do trabalho desenvolvido pela empresa de abastecimento, tanto com relação da estrutura para assegurar o benefício de qualidade para população, como acompanhar a execução do serviço realizado por profissionais legalmente habilitados junto ao Crea-MT”, disse Benildo.

O sistema de saneamento básico de Cuiabá recebeu em 2017, R$ 400 milhões em investimentos – cifra que atingirá os R$ 600 milhões até o fim deste ano. Até 2024, o volume investido totalizará R$ 1,2 bilhão. Entre os principais resultados dos aportes, destaque para o índice de cobertura de esgotamento sanitário alcançado pelo município em dezembro de 2019, de 61%.

“ Sabemos da importância da água, podemos acompanhar a crise hídrica em diversos municípios no Brasil, notoriamente no Rio de Janeiro, que vive uma crise muito forte gerada por falta de investimento, de capacidade e de tecnologia na companhia de água, que lá é uma estatal que o poder público tenta privatizar, mas não consegue”, observou o presidente do Sistema Federação das Indústrias do Estado de Mato Grosso (Fiemt) Gustavo de Oliveira. “Aqui, nós pudemos ver o outro lado da moeda. O que o setor privado e investimentos bem estruturados fazem. Visitamos uma estação moderna, com muita tecnologia e que por isso produz, com eficiência, água de qualidade”, acrescentou, ao se referir à mais nova estação de tratamento de água de Cuiabá, a ETA Sul. O grupo de lideranças visitou as obras, que estão na fase final, e conheceu também a estrutura de captação de água do Sistema Sul, que fica no Rio Cuiabá.

O novo sistema garantirá abastecimento em sistema contínuo, beneficiando diretamente 155 mil pessoas em 86 bairros. Com ele, serão 65 milhões de litros de água tratada a mais na rede pública por dia. “Já tínhamos conhecido uma ETA, mas não com essa magnitude, não com esse investimento tecnológico que está sendo empregado na ETA Sul. Estamos com a parceria certa”, declarou o superintendente da Federação do Comércio do Estado de Mato Grosso, Igor Cunha.

Durante o encontro, os participantes puderam tirar dúvidas sobre a prestação dos serviços de água e esgoto e conheceram o modelo de gestão de saneamento básico adotado em Cuiabá. “Mais que resultados numéricos, o investimento em saneamento básico tem significados extremamente importantes. Água tratada traz saúde, assim como o manejo adequado dos esgotos que, além de evitar doenças, contribui fortemente com a preservação da natureza. Trabalhar para que isso aconteça é um desafio e uma honra. E ver que o saneamento está evoluindo pelo bem da comunidade, é motivo de muita alegria para nós”, pontuou William Figueiredo, diretor executivo da Águas Cuiabá.

 

Cristina Cavaleiro/Equipe de Comunicação do Crea-MT e assessoria da Águas Cuiabá