Coordenadora do CEP-MT participa de sistematização de propostas para o CNP

19 de setembro de 2022, às 12h56 - Tempo de leitura aproximado: 1 minuto

A conselheira do Crea Mato Grosso e coordenadora do 11º Congresso Estadual de Profissionais (CEP), eng. civil Marciane Prevedello Curvo, esteve reunida em Brasília, entre os dias 14 e 15 de setembro, para participar da sistematização das propostas oriundas dos eventos microrregionais e locais realizados em todos os estados do país.

Durante o encontro, a eng. civil Marciane Prevedello Curvo, coordenadora do CEP-MT, participou do grupo “Atuação Profissional” e defendeu o fortalecimento das entidades de classe, argumentando que a dificuldade financeira compromete a sobrevivência dessas associações.

“Sem repasse de valores  por meio do Crea, torna-se difícil a continuidade dos trabalhos por parte de várias entidades de classe. As opções de fomento oferecidas pelo Creas permitem ações, porém praticamente não geram recursos financeiros para as entidades”, destacou, ao sugerir ainda o melhoramento dos chamamentos públicos de modo a atender as entidades de classe em suas necessidades.

Durante os dois dias, os 27 coordenadores dos CEPs sistematizaram 356 propostas e abordaram os eixos temáticos do 11º Congresso Nacional de Profissionais (CNP): Inovação Tecnológica, Infraestrutura e Atuação Profissional. Ao final, foram reunidas 59 proposições nesses três grupos, essas serão discutidas em oito salas, durante o CNP, que será realizado de 6 a 8 de outubro, em Goiânia.

De acordo com o coordenador do grupo de apoio ao CNP, eng. ambiental Renato Muzzolon Júnior, na oportunidade foram criados grupos conforme os eixos temáticos, secretariados por três coordenadoras, que tiveram plena autonomia para discutir e sistematizar as propostas. “Sugerimos uma metodologia de divisão interna, principalmente no caso do eixo temático Atuação Profissional, que contou com 200 propostas, e teve 27 subgrupos, apenas para ajudar nas discussões. Tudo transcorreu conforme o nosso planejamento, e as propostas sistematizadas em cada grupo foram confirmadas por todos os coordenadores ao final. Agora, as propostas passam a ser Propostas Nacionais Sistematizadas”, descreveu.

Na reunião, que resultou na sistematização de 10 propostas relacionadas à inovação tecnológica, 14 relacionadas à Infraestrutura e 35 à Atuação Profissional, o Crea-MT também esteve representado pelo conselheiro federal por Mato Grosso, Mário Cavalcanti.

Sarah Mendes sob supervisão de Cristina Cavaleiro / Gerência de Relações Públicas, Marketing e Parlamentar (GEMAR), com assessoria do Confea