Conselheiros representam Crea-MT em XI Simpósio Brasileiro de Engenharia Ambiental e Sanitária

22 de novembro de 2022, às 14h16 - Tempo de leitura aproximado: 2 minutos

Os conselheiros do Crea Mato Grosso, eng. ambiental Tiago Andre da Silva; e os engenheiros sanitaristas Antonio Iracildo Rodrigues e Nadja Felfili; além da colaboradora eng. ambiental Katiene Moura, participaram do XI Simpósio Brasileiro de Engenharia Ambiental e Sanitária (SBEA), realizado em Curitiba, no Paraná, no início de novembro. 

O encontro foi realizado pela Federação Nacional das Associações de Engenharia Ambiental e Sanitária (FNEAS) e pela Associação Paranaense dos Engenheiros Ambientais (Apeam), com o objetivo de promover debates relacionados à importância do desenvolvimento ambiental sustentável. 

“É muito importante e representativo ao Crea-MT que nossos conselheiros e profissionais em geral participem desse tipo de evento, que garante a eles maior aprimoramento na profissão e os tornam cada vez mais eficientes para atender as demandas do mercado”, destacou o presidente da autarquia, eng. civil Juares Samaniego.

Durante todo o simpósio foram apresentados trabalhos científicos, mesas-redondas e palestras que debateram temas como: realidade da fiscalização ambiental do país; desafio das empresas públicas e privadas para a universalização do saneamento básico; novo código florestal; conflitos pela água em época de escassez hídrica; obrança pelo uso dos recursos hídricos; cumprimento do acordo de Paris; atuação política para valorização da Engenharia Ambiental; áreas de sustentabilidade e de meio ambiente nas empresas; ESG e Compliance Ambiental; e Sustentabilidade do agronegócio.

De acordo com o eng. ambiental Tiago Andre da Silva, o XI SBEA promoveu o estreitamento entre entidades e profissionais ambientais e Sanitaristas, a fim de unir os profissionais para fortalecimento da classe, bem como promover a troca de conhecimentos e experiências.

“Hoje o mercado já entende a importância das práticas sustentáveis, onde vem crescendo nas implantações de boas práticas na Governança ambiental, social e corporativa (ESG). Com isso abre-se a necessidade de mais profissionais especialistas em sustentabilidade, que são os que trarão sob uma perspectiva global, estratégica e centrada, processos e práticas de uma organização a fim de contribuir estruturalmente de forma positiva”, salientou.

Para a eng. sanitarista Nadja Felfili, o evento proporcionou um amplo conhecimento sobre sua área de formação e irá contribuir muito em sua atuação profissional. “O simpósio foi fantástico e debateu temas de suma importância, atuais e que estão chegando agora aqui em Mato Grosso, mas que lá naquela região já estão sendo bastante discutidos”, pontuou.

Na ocasião, estiveram reunidos membros de entidades de classe e órgãos como o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (Ana); universidades e profissionais engenheiros ambientais e sanitaristas de todo o país.

Gerência de Relações Públicas, Marketing e Parlamentar (GEMAR)


LinkedIn
Share
WhatsApp