Conselheiro do Crea-MT ministra palestra “Analise de Fatura e Gestão de Crédito de Usina Fotovoltaicas” durante Workshop AMEE 40 anos

29 de novembro de 2021, às 11h32 - Tempo de leitura aproximado: 7 minutos

Conselheiro do Crea-MT, Diogo Vogel

O Conselheiro do Crea Mato Grosso, membro da Câmara Especializada de Engenharia Elétrica, engenheiro eletricista Diogo Vogel, conduziu a palestra “Analise de Fatura e Gestão de Crédito de Usina Fotovoltaicas”, durante o WORKSHOP AMEE 40 anos, da Associação Mato-grossense dos Engenheiros Eletricistas, juntamente com a  1° edição da Cuiabá Solar Expo – Feira de Energia Solar Fotovoltaica de Cuiabá. Evento realizado de 23 a 25 de novembro no Parque de Exposições da Acrimat.

“ Podemos observar que no mercado esse é um problema comum de pós-venda nas empresas que comercializam sistema solar aos clientes finais.  É uma situação que o usuário não está acostumado a ler uma fatura de energia e deve verificar quantos kWh produziu a Usina e a quantidade real injetada na rede.  Muitas vezes visualizamos situações de entendimento e em alguns casos de faturamento na conta de Energia pela Concessionária de Energia Elétrica. Na oportunidade, mostramos alguns pontos que devem ser observados de forma a verificar as faturas de energia elétrica e como contestar a mesma,  caso necessário”,  relatou Diogo Vogel

Já o palestrante, engenheiro civil Rodrigo Senra destacou a aplicação do BIM. Para ele esse sistema é fundamental dentro da Engenharia   e tem colocado   cada vez mais a Engenharia de ponta dentro do mercado nacional, ajudando as equipes a perceberem problema da obra na fase de projeto, fazendo com que   os profissionais ganhem produtividade e eficiência tanto na produção do projeto, quanto na construção efetivamente, resultando na redução de custos, atraso no cronograma e problema na obra por exemplo.

Engenheiro civil Rodrigo Senra

O professor universitário, engenheiro eletricista Danilo Ferreira apresentou sobre “Novas Tecnologias, Inovação e Eficiência Energética Aplicadas em Sistemas Motrizes”.

Professor da UFMT Danilo Ferreira

O palestrante explica que são tecnologias já existentes comercialmente, mas que ainda não estão sendo utilizadas no mundo comercial ainda.   “No encontro , demostramos as vantagens de novas tecnologias motrizes no contexto do planejamento energético e como elas podem ser integradas, para a realização de eficiência energética, evitando a construção de novos empreendimentos com geração de energia elétrica no uso final de eletricidade, evitando atuar no recurso energético do lado da oferta, aplicando um processo mais eficiente, reduzindo a demanda e o consumo de energia elétrica, e aumentando a eficiência energética global.

Engenheiro eletricista Vinicius Ayrão da Abracopel do RJ

Engenheiro eletricista Vinicius Ayrão da Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade (Abracopel) do Rio de Janeiro explanou sobre a Segurança em Instalações Elétricas.  “Nosso objetivo é criar uma mudança   cultural  e de percepção.  Buscamos trazer esse tema, sem falar na parte técnica, levando o engenheiro a entender que ele precisa ser o melhor comunicador, ou seja, tem que contar história para poder mudar o pensamento das pessoas, dessa forma elas   possam entender que a segurança em eletricidade é valorosa, importante e salva vidas.

Pres. da AMEE, Lauro Leocádio da Rosa

Ao fazer o resumo dos dias de palestras o presidente da Associação Mato-grossense dos Engenheiros Eletricistas Lauro Leocádio da Rosa     colocou como positivo o encontro, afirmando que o objetivo foi alcançado. “ Conseguindo trazer os profissionais regionais e nacionais, o que é muito importe ao ponto de vista profissional. Apresentando temas relevantes da atualidade, principalmente sobre fotovoltaica, além de homenagens aos 40 anos da nossa entidade de classe, onde foram resgatados valorosos trabalhos   executados por profissionais, alguns que não estão mais entre nós, além de apresentarmos ações que serão realizadas futuramente”, relatou.

Vice-presidente da AMEE, Matheus da Silveira

Para o vice-presidente da AMEE , conselheiro suplente do Crea-MT,  Matheus da Silveira, as palestras estão sendo uma oportunidade para os estudantes.  Prova disso que existem alguns relatos de alunos universitários através da rede social da AMEE que argumentaram  sobre  o  evento, afirmando ser de  estrema importância para a  formação. “ O encontro  veio em uma boa hora, ou seja, no momento da retomada de encontros e congressos. Percebemos a participação maciça de acadêmicos.  Uma oportunidade para os colegas se encontrarem depois de quase dois anos sem contato nenhum devido ao distanciamento social. Tanto que o WORKSHOP contou com a participação de  estudantes da UFMT, IFMT e Univag.  Uma contribuição para formação profissional, por meio dos temas propostos pelo encontro”, salientou.

Estudante de Engenharia Elétrica, Luiz Fernando Nogueira

O estudante do terceiro semestre do curso de Engenharia Elétrica do IFMT, Luiz Fernando Nogueira assistiu a palestra de forma presencial e online. “ O evento foi produtivo, explicativo e respondeu várias dúvidas. Onde descobri cursos de capacitação que não sabia da possibilidade de realizar, além de normas e   como funcionam realmente sistemas que não tinha conhecimento e ainda não chegaram na grade curricular. Aprendi muitas coisas antes mesmo de estudar. Descobri que a empresa Intelbras oferece cursos online de forma gratuita, já até fiz inscrição em alguns.

Para Stephne Amoringo,  estudante e  integrante do Pet Engenharia Elétrica   da UFMT,   as palestras   é uma ferramenta para os acadêmicos. De acordo com ela , pesar de ser uma das poucas mulheres no curso, os temas abordados são inspiradores e gratificantes, mostrando um leque de oportunidades. “Isso demostra o que após a faculdade esperamos futuramente da modalidade.  Ao sair  da  teórica e ingressando   na prática”, disse Stephne.

Estudante Stephne Amoringo
Eng. eletricista, mauro Jucá

“ Está no auge a energia fotovoltaica no Brasil.  Cuiabá não podia ficar atrás com um evento de grande magnitude, por se tratar da capital de Mato Grosso, principalmente porque a economia está retomando a todo vapor, e o estado é um dos maiores produtores dos grãos do país. E a energia solar   vem ao encontro do desenvolvimento da economia”, disse o participante do encontro engenheiro eletricista Mauro Jucá.

Na visão de um dos idealizadores do encontro e diretor-administrativo da AMEE,  Délcio Taques, a  ideia  de criar o WORKSHOP surgiu por meio de um    grupo de trabalho , onde os membros elaboraram  o projeto para implantar o WORKSHOP  dessa magnitude. ” Todo esse resultado   tem o apoio do Crea-MT e da Mútua-MT. propondo capacitação e oportunidade de negócio aos profissionais da Engenharia Elétrica”, disse ele.

Diretor-administrativo da AMEE,  Délcio Taques
Repres. da Energisa em MT Murilo Galvão

O gerente de serviços comerciais da Energisa Mato Grosso, Murilo Galvão apresentou  aos participantes do WORKSHOP presencial e online a cartilha  da empresa de energia de Mato Grosso que mostra regras como funciona,    tanto a geração do crédito como o abatimento desses créditos nas contas. E tem também instruções. “ Sabemos que a energia fotovoltaica depende do sol para geração e de algumas manutenções como limpeza das placas. Todos esses itens estão incluídos na cartilha, e com objetivo de garantir que o cliente que instalou a energia solar tenha o recebimento daqueles créditos e o perfeito uso de suas placas”, relatou.

Os presentes no evento também acompanharam as palestras do engenheiro eletricista da Intelbras, Diego Ferreira   falou sobre os sistemas fotovoltaicos Intelbras. O engenheiro eletricista Perseu Luata apresentou sobre Segurança Eletrônica para Usinas Fotovoltaicas. Já o     engenheiro eletricista Rainey Soares destacou os Módulos Fotovoltaicos  Canadian e Inversores Fronius e o engenheiro eletricista João Paulo de Souza ministrou  a Energia fotovoltaica Tecnologia MLPE.

Galeria de fotos 01 e 02 

 

 Cristina Cavaleiro/ Gerência de Relações Públicas, Marketing e Parlamentar (GEMAR)/Fotos: Igor Bastos e Rennan Kawahara