Nesta sexta-feira, 09 de fevereiro, se reuniram no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Mato Grosso (Crea-MT), em Cuiabá, os conselheiros integrantes da Câmara Especializada de Geologia, Engenharia de Minas e Industrial (CGMI) e da Comissão de Orçamento e Tomada de Contas (COTC). Ambas as reuniões foram as primeiras do ano, em cada modalidade, e tiveram como principal objetivo eleger seus coordenadores (titulares e suplentes) e definir o calendário de reuniões para 2018.

Geólogo Sinvaldo Gomes de Moraes, coordenador titular da CGMI

Segundo o conselheiro e geólogo Sinvaldo Gomes de Moraes, que integra a CGMI como conselheiro titular e a COTC como membro suplente, a importância do trabalho executado por cada conselheiro nessas câmaras e comissões muitas vezes não alcança à sociedade. “Muitos não sabem do trabalho que fazemos e da importância social de tudo o que executamos. A COTC por exemplo, examina e emite pareceres sobre o comportamento financeiro do Crea, as prestações de contas e os orçamentos. Já a CGMI analisa assuntos de fiscalização pertinentes às profissões da geologia, da engenharia de minas e outras profissões da área, além de infrações ao Código de Ética dessas profissões”, detalhou Sinvaldo que já possui experiência como conselheiro em anos anteriores.

Em sua primeira reunião de 2018, além de eleger os coordenadores, os membros da Câmara Especializada de Geologia, Engenharia de Minas e Industrial tiveram uma pauta extensa analisando ao menos 60 processos. O geólogo Sinvaldo Gomes de Moraes foi eleito coordenador titular da Câmara e o conselheiro geólogo Caiubi Emanuel Souza Kuhn, coordenador suplente.

Engenheira civil Marciane Prevedello Curvo, coordenadora titular da COTC

Já na Comissão de Orçamento e Tomada de Contas foi eleita coordenadora titular a engenheira civil Marciane Prevedello Curvo e como coordenador suplente o engenheiro agrônomo Plínio Barbosa.

A CGMI é composta por seis conselheiros: geólogo Caiubi Emanuel Souza Kuhn (Titular) e geólogo Fabiano Lima de Souza (Suplente), engenheiro químico Noé Rafael da Silva (titular) e engenheiro mecânico Sebastião Weis de Andrade Junior (suplente), e o geólogo Sinvaldo Gomes de Moraes (titular) e o geólogo Wagner Lopes Gheler (suplente).

Engenheiro agrônomo Plínio Barbosa, coordenador suplente da COTC

Já a COTC é composta pelos conselheiros engenheiro civil Tarciso Bassan Vezzi (titular) e engenheiro sanitarista Benildo Valério De Farias, a engenheira civil Marciane Prevedello Curvo (titular) e o geólogo Sinvaldo Gomes de Moraes (suplente), o engenheiro agrônomo Plínio Barbosa (titular) e o engenheiro civil Ronaldo de Abreu Gonzalez (suplente).